ARTEFATOS DE CONCRETO

Máquina de blocos de concreto: O que você precisa saber

A Fabricação de bloco de concreto é um negócio comum no meio da construção civil. Segundo a ABCP (Associação Brasileira de Cimentos Portland), existem mais de 1300 fábricas de artefatos de concreto no Brasil. Esse número cresce de acordo com aquecimento da construção civil.  Atualmente existe uma grande demanda, onde a construção civil anda a passos largos.

Possuir uma fábrica de artefatos concreto gera alguns desafios, assim como qualquer outro negócio, a começar pela própria máquina de bloco de concreto, até a logística para entregar os produtos com qualidade para o cliente final, porém, com um planejamento saudável, é possível superar esses desafios facilmente. 

Vamos colocar alguns pontos que farão você avaliar se vale a pena, ou não, investir em uma fábrica de blocos de concreto. 

 

Mercado de artefatos de concreto

Por conta da crise que atingiu a construção civil em 2016 e 2018, atualmente o segmento está em franco crescimento, mas isso não significa que seja um cenário que não requeira cuidados, pelo contrário. 

Segundo Ainsten, são exatamente nessas situações de crises são onde o seres humanos desenvolvem as melhores soluções. 

No seu plano de negócio, você deverá traçar qual é o objetivo da sua fábrica de blocos de concreto, que poderá ser atender:

  • Grandes construtoras e incorporadoras;
  • Depósitos materiais e pequenas construtoras;
  • Mercado varejista.

Como fabricante, você não necessariamente deve vender apenas para eles, mas é importante que você tenha um objetivo traçado, isso ajudará a saber qual o equipamento certo para você e também qual o perfil de cliente ideal da sua fábrica. 

No mercado existem diversos modelos de blocos e derivados de concreto, que você deverá escolher quais irá produzir na sua fábrica. Entre os mais conhecidos temos o bloco vedação, à vista, estrutural, com tamanhos e resistências diferentes, cada um com uma finalidade diferente.

 

Fábrica de blocos para Grandes Construtoras e Incorporadoras

Esse mercado é o maior de todos para um fabricante de bloco atuar e, por consequência, é o que necessita de um maior investimento, atualmente no Brasil, segundo o PAIC existem em torno de 51,8 mil empresas que atuam com obras de edificações. 

Em investimento, apenas esse grupo movimenta em torno de R$ 165,707 bilhões. Isso sem contar as obras de infraestrutura. 

Para quem pensa em focar nesse mercado, é necessário fazer um grande planejamento e estudar sobre esse setor. Além de necessitar de um alto investimento, você terá que possuir uma linha de produção eficiente e, claro, artefatos de alta qualidade. Os seus blocos e derivados de concreto devem estar de acordo com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e, principalmente, fornecer os laudos técnicos sobre os seus produtos para os seus clientes. 

Assim seus clientes terão segurança de adquirir seus produtos e voltaram cada vez mais. Por isso, nesse mercado você deve investir em tecnologia inteligente e produtos de alta qualidade.

 

Fábrica de blocos para depósitos de materiais e pequenas construtoras.

Os dois mercados, de depósitos de materiais e pequenas construtoras, podem ser seus clientes ou as construtoras podem adquirir dos depósitos de materiais. Esse cenário exige, de uma média, para grande produção de artefatos de concreto. 

Esse mercado é estudado de acordo com a sua região, pois  existem regiões mais atraentes que estão em fase de construção e desenvolvimento em detrimento de  outras, por isso, recomendamos que faça um estudo na sua região sobre esse cenário, conheça os depósitos de materiais e os tipos de artefatos de concreto que oferecem, assim como os preços praticados e modalidades de negociação. 

Pesquise também sobre a especulação imobiliária da região, como está o desenvolvimento de obras, novas construções e qual o público alvo dessas construções.

 

Fábrica de blocos para mercado varejista

Esse mercado de atuação é um dos mais desejados pelos fabricantes iniciantes e que desejam testar o mercado ou fazer um investimento menor de início.

Esse setor necessita de uma pequena produção, mas deve-se sempre atentar a ter um espaço adequado para um estoque.

Cada dia que passa as pessoas pesquisam e avaliam os produtos que adquirem, então o pequeno construtor também está exigente em relação aos blocos que irá utilizar na sua obra.

É importante que nesse cenário, exista uma fábrica organizada, com máquinas de qualidade que produzam artefatos dentro das normas da ABNT e, principalmente a segurança dos seus funcionários, pois a sua fábrica será uma espécie de showroom para os seus clientes, irão vê-la como a cozinha de um restaurante, então atente-se à limpeza e principalmente à organização. 

É comum  que os fabricantes dessa modalidade, acabem se tornando depósitos de materiais ou vice-versa. Além de agregar mais produtos para a sua loja, você terá o controle da qualidade dos artefatos que fornece.

Em todos os cenários, se faz necessário conhecimento profundo. Faça pesquisas, estude a economia da região, os concorrentes que estão presentes, o seu cliente, a demanda que existe e, principalmente, as necessidades, assim você irá saber como se diferenciar no mercado.

 

Onde crio a minha fábrica de blocos de concreto?

Esse fator vai depender principalmente do seu objetivo de negócio, se for para atender grandes construtoras, atente-se a ter um grande espaço fabril e de estoque, principalmente que exista um espaço para carga de carretas. 

Quando se trata de produções médias e pequenas, você deve pensar no layout da sua fábrica, quais equipamentos agregados você terá, quantos funcionários terá no chão de fábrica e administração, limpeza, transporte  e estoque. Toda a organização da sua empresa deve ser pautada na NR 17, oferecendo segurança para seus funcionários.

Sempre é recomendado estar o mais próximo dos locais em que existam maiores demandas por esse produto, pois existirá um investimento menor em transporte e isso influencia no preço final do produto para o seu cliente.

Quanto mais próximo dessa demanda você estiver, melhor, pense também em um local estratégico para a entrada e saída de caminhões.

Esse fator pode ser crucial para o sucesso da sua fábrica de blocos de concreto, por isso estude muito sobre o ponto ideal para  sua produção.

Dica: Esteja sempre atento às novas obras e empresas que abrem na região.

Fique atento às novas normas de zoneamento da prefeitura.

Caso precise de um auxílio para entender como será montada a sua fábrica o Grupo Aguilar, pode criar o layout da sua fábrica completa.

 

Quais são as normas e legislações para ter uma fábrica de blocos de concreto?

A fabricação de artefatos de concreto envolve alguns minerais, por isso o descarte dos resíduos deve ser tratado com extrema atenção, para que não impacte negativamente no meio ambiente da região. 

Atente-se sobre a matéria prima que você adquire, avalie a possibilidade de materiais menos agressivos ao meio ambiente e até mesmo a reutilização de alguns materiais.

Dependendo dos equipamentos dentro da sua fábrica, ela irá produzir muitos ruídos, então atente-se ao isolamento acústico, para não afetar as outras pessoas ao redor da sua fábrica e a saúde auditiva dos seus funcionários. 

Existe a opção de você utilizar uma assessoria administrativa, para que ele possa levantar todas as especificações exigidas na sua região para possuir uma fábrica nessa modalidade.

 

Registro comum a todas as empresas

– Registro na Junta Comercial;

– Registro na Secretaria da Receita Federal (CNPJ);

– Inscrição na Fazenda Estadual;

– Registro na prefeitura municipal, para obter o alvará de funcionamento;

– Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;

– Registro no Corpo de Bombeiros Militar: órgão que verifica se a empresa atende às exigências mínimas de segurança e de proteção contra incêndio, para que seja concedido o “Habite -se” pela Prefeitura.

– Contribuição Sindical – A Lei 13.467, de 13 de julho de 2017, denominada Reforma Trabalhista, altera o art. 579 da CLT – Consolidação das Leis do Trabalho – e a contribuição sindical passa a ser facultativa a partir de janeiro de 2018. Isso vale tanto para sindicatos patronais quanto para os trabalhadores (funcionários).

b) Entrada com o processo de licenciamento ambiental e sanitário nos órgãos competentes. Recomenda-se que todos esses registros sejam executados com o suporte de um Contador.

Seguem as principais leis federais sobre licenciamento. As leis do seu estado e município também devem ser identificadas e estudadas. Consulte um contador.

– Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981: Dispõe sobre a Política Nacional do Meio

Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências;

– Lei nº 7.804, de 18 de julho de 1989: Altera a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, a Lei nº 7.735, de 22 de fevereiro de 1989, a Lei nº 6.803, de 2 de julho de 1980, e dá outras providências;

– Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998: Lei de crimes ambientais – Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências;

– Resolução CONAMA nº 001, de 23 de janeiro de 1986: Institui o EIA/RIMA;

– Resolução CONAMA nº 010, de 06 de dezembro de 1990: Licenciamento Ambiental;

– Resolução CONAMA nº 307, de 5 de julho de 2002: Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

Outro aspecto legal importante é atender às normas técnicas para produção de blocos de concreto estabelecidas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas:

Consulte capítulo 20. Normas técnicas

Importantes:

– Para a instalação do negócio é necessário realizar consulta prévia de endereço na Prefeitura Municipal/Administração Regional, sobre a Lei de Zoneamento.

– A Lei 123/2006 (Estatuto da Micro e Pequena Empresa) e suas alterações estabelecem o tratamento diferenciado e simplificado para microempresas e pequenas empresas. Isso confere vantagens aos empreendedores, inclusive quanto à redução ou isenção das taxas de registros, licenças, etc.

 

Qual a estrutura necessária para uma fábrica de blocos?

Toda fábrica possui um padrão de organização, mas dependendo do tamanho da sua produção, pode haver algumas variações de departamentos, áreas, etc.

  • Setor de carga e descarga:
  • Estocagem de materiais e agregados:
  • Produção dos artefatos:
  • Área de cura:
  • Estoque do produto final
  • Área comum

 

Quais e quantos funcionários são necessários para uma fábrica de blocos?

Isso pode variar de acordo com o tamanho da sua fábrica e o grau de automação, mas pensando em uma fábrica de pequeno porte, é possível iniciar com apenas 5 funcionários, sendo um na operação da máquina, um segundo para preparo da matéria prima e agregados duas pessoas para fazer a retirada dos blocos da máquina e estocagem, e por fim uma pessoa responsável na administração.

O grau de automação da sua fábrica irá impactar na quantidade de funcionários, máquinas de grande porte e que possuam uma tecnologia avançada, podem trabalhar automaticamente, sem a necessidade de uma pessoa no seu manuseio, necessitando apenas de uma pessoa para inspecioná-la em alguns momentos. 

Os profissionais não precisam possuir um grau técnico de conhecimento para atuar na produção de blocos de concreto. Com um simples treinamento sobre os agregados, umidade correta, algumas orientações sobre o equipamento e segurança do trabalho, os funcionários já podem começar a trabalhar na fábrica.

É de grande importância que ao adquirir uma fábrica de blocos de concreto, você faça um treinamento com a máquina, aprenda como produzir corretamente os artefatos de concreto e conheça o sistema da máquina. Infelizmente não são todas as empresas no mercado que oferecem esse tipo de treinamento, por isso, antes de adquirir uma máquina, verifique se a empresa fornece esse suporte e algum programa de consultoria e acompanhamento após a aquisição da máquina.

 

Equipamentos necessários em uma fábrica de blocos de concreto.

Os equipamentos da sua fábrica variam de acordo com o objetivo e o porte de produção que você deseja ter. 

Existem algumas variações de máquinas no mercado, e algumas delas poderão se adequar melhor ao seu objetivo de negócio.

 

Máquinas hidráulicas

A sua compactação é por meio de um sistema hidráulico, então a compactação é mais eficiente oferecendo artefatos de maior qualidade e com um alto MPA’s. 

Na produção de pavers e pavimentação de concreto é sempre indicado trabalhar com máquinas desse tipo, pois com elas é possível alcançar acima de 16 MPA’s no bloco e acima de 35 MPA’s nos pavers, o que é exigido pela ABNT. Além de oferecer uma economia maior de cimento na sua fábrica.

 

Máquinas Pneumáticas 

A compactação é feita por um sistema pneumático, ela possui uma boa compactação, mas é inferior à máquina hidráulica.

Para início de uma pequena fábrica esse tipo de equipamento é bastante indicado, pois sua manutenção possui um baixo custo.

 

Máquinas Manuais 

Esse equipamento é de pequeno porte e sua compactação é por meio da queda do molde sobre as formas, assim moldando os artefatos de concreto.

 

Acionamento de equipamentos

Os acionamentos das máquinas são os mais diversos, totalmente manuais, semi-automáticos, totalmente automatizado com painel CLP, etc.

 

Outros componentes necessários para a sua fábrica são: 

  • Betoneira ou misturador de matéria prima;
  • Esteira transportadora de material, lisa ou aletada;
  • Carrinho transportador de bloco ou robô paletizador;
  • Gaiolas de blocos de concreto;
  • Formas dos artefatos de concreto que deseja produzir;
  • Compressor de ar.

 

Matéria prima necessária para fabricação de blocos.

A matéria prima pode variar de acordo com o seu mix de produto, mas, basicamente, será cimento, pedrisco, pó de pedra, água e areia.

No mercado existem alguns aditivos que podem diminuir o tempo de cura e alguns que otimizam a dureza e acabamento externo do bloco.

 

Investimento em uma fábrica de blocos de concreto.

O investimento pode variar de 20 mil até 1 milhão de reais, dependendo do porte da máquina e do fabricante.

 

Qual a lucratividade de uma fábrica de blocos de concreto?

Como todo o negócio, o preço do seu produto final vai variar de acordo com os produtos que você utiliza, o equipamento, funcionários, aluguel e demanda do mercado. 

Em uma região que possui uma demanda alta, é possível ganhar de 30%  à 100% de lucro com a venda dos blocos de concreto.

 

Conclusão:

Iniciar uma fábrica de blocos possui seus desafios como qualquer outro negócio. Porém é um negócio altamente lucrativo e flexível. 

Antes de adquirir um equipamento, faça um plano de negócio e pesquise sobre o mercado, existem algumas fontes de dados que podem ajudá-lo, como SEBRAE, Federação de indústrias do seu estado e o IBGE. 

Busque por informações que o ajude a entender o mercado e como você poderá se diferenciará da concorrência.

Converse com um consultor da Sahara Tecnologia sobre a fabricação de blocos e artefatos de concreto. Ele irá orientar você e indicará o equipamento certo para o seu plano de negócio.